Gerenciando Programas: será que você está em um filme de horror?

Um programa é um grupo de projetos relacionados gerenciados de modo coordenado para obter os benefícios e o controle não disponíveis através do gerenciamento individual deles (PMDPro). Em outras palavras, o todo (benefício do programa) é maior que a soma das partes (os projetos, suas atividades e tarefas) que ele integra.

Entretanto, mesmo programas bem desenhados podem incluir projetos que não contribuem corretamente para os objetivos do programa… na verdade, alguns destes projetos podem assombrar o programa, seus projetos e, especialmente… o gerente do programa!

O Projeto Zumbi
Sempre se certifique de encerrar propriamente os projetos de seu programa

Este projeto simplesmente não morre. Você continuamente dá um fim ao projeto e executa corretamente as atividades de encerramento, mas… de alguma forma… você descobre algumas semanas depois que o projeto ainda está rodando. O projeto continua reaparecendo em diferentes lugares e caminha lentamente entre outros projetos – atraindo toda a atenção do programa e da organização para si.

Você demite o gerente do projeto (ou transfere)… mas, “alguém” simplesmente o(a) mantém vivo(a). “Alguém” está gerenciando os projetos de seu programa e você precisa descobrir quem ele/ela é…

Porém, se você não encerrar um projeto corretamente, ele também pode (irá) se transformar em um zumbi.

Cuidado – ele é contagioso. Se o zumbi alcançar um projeto saudável ele talvez coma seu cérebro (gerente do projeto) e o transforme em outro zumbi… eles se unirão para transformar todo o programa em uma temporada Non-Profit do Walking Dead!

O Projeto Múmia
Evite que a governança traga de volta projetos encerrados

Diferente do Zumbi, o Projeto Múmia desaparece quando você o encerra. Séculos depois, ele emerge dos mortos. Talvez você tenha encerrado o projeto e pensado que tudo tinha acabado… mas um gerente sênior (provavelmente novo) descobre o projeto e imagina que seria “legal” trazê-lo de volta. A cerimônia de ressurreição ocorrerá durante a reunião de governança…

Bem, mesmo que ele seja menos perigoso do que o zumbi (uma vez que não come o cérebro de projetos saudáveis), ele vai assustar e perturbar outros projetos… e ele fede!

O Projeto Vampiro
Certifique-se que os recursos dos Projetos estão bem designados e controlados

Este aqui é perigoso. Difícil de matar, ele suga os recursos de todos os outros projetos. Algumas vezes o Vampiro mata outro projeto ou o transforma em um zumbi… um zumbi controlado que existirá somente para prover recursos para o Vampiro.

Alguns Projetos Vampiro, quando descobertos, se transformam em morcegos e voam para outro programa. Fique de olho naquele morcego: ele pode voar de volta para o seu programa em um futuro próximo.

Cuidado com morcegos estranhos que aparecem no seu programa – especialmente se é um morcego de estimação de um gerente sênior. Diferente do “vampiro real”, estes projetos podem aparecer no seu programa sem que você os tenha convidado. Morcegos de estimação são perigosos e somente uma boa governança – um Van Helsing do Comitê de Governança – poderá pará-los.

Projetos Vampiro (reais ou de estimação) também são vulneráveis à luz do sol, da claridade de dados de performance – então tenha certeza que preparou seu Comitê bem… ou sofra as consequências…

O Projeto Frankenstein
Novos projetos requerem novos recursos e um desenho apropriado

Uma bagunça. Este tipo de projeto aparece quando um desenho mal feito (ou redesenho) ocorre no programa: pedaços de projetos mortos (ou zumbis) são colados para atingir algum resultado ou objetivo não alcançado. Surge então um projeto desajeitado, sem cérebro e assustador, que irá destruir qualquer coisa no seu caminho.

O Projeto Frankenstein pode ainda resultar do desejo de um comitê do programa (ou gerente sênior) – que fica incluindo ideias e novos projetos no programa. A visita de um gerente sênior pode provocar isto, especialmente se ele(a) visitou um programa de outro país.

Uma vez que não há recursos adicionais, pedaços de projetos saudáveis serão retirados para construir o Frankenstein. Você terá projetos mutilados rodando em círculos enquanto o Frankenstein destrói o que restou do programa.

O Projeto Lobisomem
Assegure transparência nos dados e relatórios – não tenha medo de apontar problemas ou fraquezas

Este projeto pode parecer um “bom rapaz”… um bem desenhado e integrado projeto que contribui para os objetivos do programa. Durante toda a fase, seus relatórios e indicadores estão ótimos… mas… na noite de lua cheia (noite da auditoria), você descobrirá que ele é um monstro completamente diferente.

Você provavelmente descobrirá um rastro de sangue por onde o Projeto Lobisomem passou. Ele pode ter destruído vários outros projetos, se não o programa inteiro.

Monitoramento efetivo, transparente e integrado é a cura. Assegure que o projeto é realmente visitado e que você conhece o que está de fato acontecendo. Fale com os departamentos (áreas) de apoio e peça informações… ou então…

O Projeto Fantasma
Evite que problemas e experiências do passado contaminem o ambiente de gerenciamento do programa – assegure que aprendizados melhoram novos projetos em vez de criar terror

Dizem que este projeto um dia existiu… você ouviu falar sobre suas atividades… ninguém nunca viu seus resultados… entretanto, alguns recursos do programa estão desaparecendo. Algumas vezes você pode escutar correntes, sussurros, portas fechando… mas você simplesmente não consegue ver o projeto ou seus resultados.

Alguns gerentes de projeto juram que ouviram uma voz ou sussurro durante suas atividades de planejamento… que os hipnotiza e os leva a cometer erros ou inexplicáveis aumentos de estimativa de custo.

Se as reuniões de projetos provocam calafrios, pode ser uma boa hora para um exorcismo no seu programa…

O Poltergeist
Corra. Simplesmente corra.

Coisas estão se movendo pelas paredes ou pelo ar? Projetos fora de controle? O escopo está estranho, irreconhecível? Então talvez alguns dos projetos sobrenaturais que descrevemos neste artigo estão tomando conta do seu programa… apenas corra, e reze para que nenhum deles o siga nos programas futuros. Eles poderão… provavelmente irão!

 

Lembre-se – até mesmo programas bem desenhados e gerenciados podem conter Projetos “mortos-vivos”. Sempre carregue um crucifixo, balas de prata, alho e uma estaca de madeira ou, pelo menos, as mais apropriadas ferramentas de gerenciamento de projetos e programas (PMD e PgMD).

E… mesmo se tudo parecer estar ok… olhe debaixo da cama (todos os detalhes do programa) todas as noites (estágios e fases) antes de dormir.

2 comentários sobre “Gerenciando Programas: será que você está em um filme de horror?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s